Consciência Financeira

tel (11) 9 9707-9876
CONSCIÊNCIA FINANCEIRA

"A verdadeira definição de sucesso é, em nosso último suspiro, constatarmos que terminamos nossos dias muito próximos dos princípios éticos com os quais nos propusemos viver e deixamos estes princípios fortemente arraigados em nossos descendentes".

-CONSCIÊNCIA FINANCEIRA

Questões Pertinentes

Quanto tempo pode levar o trabalho de ajuste financeiro de uma pessoa ou família?
Um fator fundamental para o equilíbrio das contas pessoais ou familiares é a rapidez com que o indivíduo, ou a família unida, assumem um novo condicionamento mental financeiro e se engajam na realização das alterações necessárias.

O período de ajuste orçamentário se determina de acordo com a amplitude da gravidade dos problemas sofridos, podendo ir da incapacidade em reter o consumo - fato que, teoricamente, pode ser sanado em tempo mais reduzido -  até o ponto em que os compromissos econômicos assumidos não podem ser honrados - realidade a demandar um tempo considerável para seu equacionamento e solução.

É importante mantermos em mente que aquilo que chamamos equilíbrio financeiro é apenas um estágio no caminho cuja meta final é a independência financeira

É possível ter as contas em dia num cenário de incertezas econômicas estruturais?
Sim, sem dúvida!

A incerteza faz parte da vida de cada ser humano. Sua eliminação é uma utopia.

No entanto, é possível reduzir ao máximo seus efeitos sobre nossa base financeira. Basta nos propormos a quebrar a interminável sequência do recebimento de receitas e o consumo desenfreado com necessidades e desejos, e seguirmos de forma disciplinada rumo a uma nova realidade, onde o bom senso e o equilíbrio financeiro passam a fazer parte de nosso cotidiano.

É possível ter as contas em dia e ser feliz?
Creio ser fundamental uma reflexão sobre o que é ser feliz e qual seu impacto no dia a dia de cada um de nós.

Poderíamos questionar: é possível ser feliz sem as contas estarem em dia?

Somente para os que vivem à margem da consciência é possível ser feliz sem que as responsabilidades assumidas estejam em dia ou sob controle. No entanto, não podemos esquecer que por sermos todos seres sociais, qualquer responsabilidade individual não respeitada provoca transtornos comuns e dão ensejos às medidas institucionais de reparação.

Em resumo, se o fato de termos nossas contas pagas não nos concede automaticamente a garantia da felicidade, ao menos podemos cultivar a tranquila certeza de que, com nossas finanças saudáveis, eliminamos um fator de grande risco ao nosso bem estar.  
liberdade